06.03.15

Trip Tips: Sintra e Queluz

Esse post é uma continuação daquele com as dicas de Lisboa. Vou falar um pouco sobre o nosso roteiro no segundo dia em Portugal e também mostrar algumas fotos (a maioria eu já coloquei no meu IG @mariliadiccini)

Bom, o Emídio, um dos taxistas que pegamos no sábado, perguntou se íamos para Sintra e se ofereceu para levar a gente até lá. A princípio, a ideia era fazer essa mini viagem de trem (são 40 km de Lisboa para Sintra), mas ficamos com medo de nos atrapalharmos e perdermos o voo de volta para Londres, por isso achamos melhor (e menos arriscado rs) fechar com ele (vou deixar o contato dele no final do post). Ele nos buscou cedinho no hotel e depois, no final do dia, já deixou a gente direto no aeroporto. Ou seja, deu super certo! Já saímos de manhã com as nossas bagagens e deixamos tudo no carro durante os passeios.

Começamos o nosso dia por Queluz, uma cidade que fica entre Lisboa e Sintra. Foi sugestão do Emídio passarmos por lá pois, como foi onde nasceu e morreu Dom Pedro I, tem muita informação sobre história do Brasil. O Palácio Nacional de Queluz foi construído no século XVIII e servia como recanto de verão da família real portuguesa. A construção é naquele estilo bem rococó (acho lindo) e os jardins lembram um pouco o de Versalhes, só que em tamanho beeem menor. Fiquei apaixonada por esse palácio! Algumas fotos:

Blog_002 Blog_004 Blog_005 Blog_006 Blog_007 Blog_009 Blog_010 Blog_011 Blog_012

Saindo de Queluz, seguimos para Sintra. Chegando lá, paramos no centrinho da cidade para comer os famosos travesseiros, um docinho com recheio de ovo super famoso e tradicional de Sintra (uma delícia!). Nós comemos na Piriquita, uma casa bem conhecida que fica numa das ruelas principais da cidade.

Blog_013 Blog_014

 

Depois dessa paradinha rápida, fomos para o Palácio da Pena. O Palácio da Pena também é muito bonito e bem extravagante. Ele é uma miscelânia de estilos (neogótico, neo islâmico, indiano, etc) por isso acaba sendo super peculiar. Além disso, como ele foi construído no topo de uma serra, a vista de lá é incrível! Uma dica: vale a pena checar a previsão do tempo antes de ir para lá, porque uma amiga me contou que foi em um dia meio nublado e não conseguiu ver quase nada de lá de cima.

Blog_021 Blog_024 Blog_020 Blog_019 Blog_018 Blog_016 Blog_015

Na volta para Lisboa, passamos por Cascais, que é uma cidade de praia super bonita, e paramos no Cabo da Roca para tirar algumas fotos. O Cabo da Roca é o ponto mais ocidental da Europa. O lugar é incrível, mas o vento é surreal! Fiquei morrendo de dor de cabeça de ter ficado cinco minutos olhando o mar:

Blog_022

Depois disso, fomos direto para o Aeroporto e voltamos para Londres.

Ah, vou deixar aqui o contato do Emídio, o taxista super gente boa que foi nosso guia: +351 925 979 795. Ele faz vários outros roteiros por Portugal (Óbidos, Porto, Fátima, etc). Sobre valores, pagamos 110 Euros nesse trajeto Lisboa – Queluz – Sintra – Cascais. Se a gente tivesse optado por fazer só Sintra de trem, acho que teríamos gastado 70 Euros entre passagens de trem e táxi para o aeroporto, então achei que valeu super a pena.

23.05.14

Travel Tips: Restaurantes em Milão

Milano Duomo

Como eu contei nesse post AQUI, em janeiro deste ano, fui para a Itália pela primeira vez. Foi apenas um final de semana em Milão, mas já deu para eu ficar super fã do país! Como boa comilona, obviamente, rolou uma expectativa em relação aos restaurantes e, por isso, acabei fazendo uma boa pesquisinha antes da viagem.O que ajudou bastante foi o fato de que temos um amigo que morou alguns anos em Milão e, como a mulher dele trabalha com turismo gastronômico, pegamos dicas ótimas.

Bom, vou falar um pouco sobre os restaurantes que nós conhecemos e, no final do post, deixo uma listinha com mais algumas dicas ;)

Nosso primeiro almoço foi no Il Salumaio di Montenapoleone, um restaurante lindo e delicioso que fica bem no meio do Quadrilátero da Moda, bairro da high society milanesa rs. Acabamos sentando numa mesa do lado de dentro do restaurante, mas, num dia de sol e calorzinho, eu tentaria uma mesa externa porque é a parte mais charmosa do restaurante.

IL SALUMAIO DI MONTENAPOLEONE - milano Il Salumaio di Montenapoleone 3

milao restaurante 1

Ainda no sábado, fomos jantar no La Libera, um restaurante mais relax, bem estilo trattoria italiana mesmo. Achei tudo delicioso! O marido disse que a massa dele foi um dos melhores pratos que ele já comeu na vida. A atração principal é um dos donos do restaurante, um velhinho italiano super simpático e que usa umas roupas muito engraçadas hahaha (no dia em que a gente foi, ele estava usando um terno verde pistache rs).

La Libera 1 La Libera 2 La Libera 3

 

milao restaurante 2

 

Por fim, no domingo, tentamos almoçar no Paper Moon, restaurante indicado por uma amiga minha, mas, infelizmente, ele só abre de segunda a sábado, então acabamos indo no Al Pont de Ferr. Esse restaurante fica na Ripa di Porta Ticinese, uma rua que cerca um canal super charmoso da cidade. A cozinha lá é mais criativa e experimental. Nós adoramos!

Al Pont de Ferr 2Al Pont de Ferr 12 Al Pont de Ferr 13

milao restaurante 3

MAIS ALGUMAS DICAS:

1. Icecream: Chocolat / Shokolat– Via Boccaccio 9 – Tel. 02 48100597 – I think the name of the cafe has changed, but the concept stayed the same. It’s the best gelato and hot chocolate in town – near Cadorna metro
2. For breakfast, quick lunch or snacks: Panzerotti Luini – Via S. Radegonda 16 – tel. 0286461917. They do sandwiches, but their trademark is “panzerotti con mozzarella e pomodoro”, which is a salty pastry with melted mozzarella and tomato. Web site: www.luini.it; e-mail: info@luini.it.
3. Patisserie (drop by in passing for coffee and brioche): Pasticceria Marchesi – Via Santa Maria alla Porta – +39 02 876 730
4. A nice raw fish buffet, but not sushi: Da Claudio – Via Cusani, 1  20121 Milan, Italy – 02 805 6857 (good option for lunch)
5. Aristocratic tea time: Cova – Via Montenapoleone, 8 Milano 20121 – info@pasticceriacova.it –  +39 02 76005599 / +39 02 76000578
6. Torre di Pisa: Nice trattoria! Via Fiori Chiari, 21/5 – 20121 Milano – tel. 02.874877 – 02.804483
7. La Briciola: Casual trattoria, the service can get nerve-wrecking though: Via Solferino, 25  20121 Milan, Italy – 02 6551012
8. Trattoria Toscana: Good space and good for aperitivo, but frequented mostly by Bocconi students: Corso di Porta Ticinese 58, Milano – Tel. +39 0289406292
9. Da Giaccomo: Best fish restaurant in the city: Da Giaccomo – It’s a legend
10. Brazillian sushi: Temakaria (near Pont de Ferr on Ripa di Porta Ticinese)
11. Another restaurant: Tano Passami L’Olio
12. Pane e Ojo: Casual restaurant / communal tables: http://www.giuliopaneojo.com/IT/
13: Gioia 69: A super-trendy Michelin-starred restaurant and black-velvet lounge bar combo frequented by TV and football stars
14. NOBU: its location at the bottom of the Armani Building/ Armani Hotel makes it a one-of-a-kind experience. Here you can be part of the real Milan VIP “scene” including football players, TV stars, musicians and wannabe famous people
15. Good aperitivo places:
– Diana inside Hotel Sheraton – they do open buffet
– Noon at Cadorna – is more basic (croquettas, ham, cheese, mozeralla, small pizzas and some hot dishes later on like risotto and meatballs)
– My favorite: Bulgari – but it doesn’t do open bar aperitivos. But its atmosphere is nice
– RADESTKY: simple, not particularly attractive bar but a classic among the upmarket crowd. Yuppie feeling to it